Próximas Ações

ADIADA PARA SETEMBRO_PD17_Promoção do processo de ensino e aprendizagem da língua inglesa através da utilização de ferramentas digitais_AE Sobreira
Curso de formação
Candidaturas Encerradas

Modalidade:                       Curso – 25 horas

Acreditação:                      CCPFC/ACC-100768/18

Destinatários:                  Professores dos Grupos 120, 220 e 330

Local de Realização:     Agrupamento de Escolas de Sobreira

Formadora:                    Susana Tenreiro Oliveira

Cronograma                     

04/07 – sessão presencial inicial de 5h: 14.00 – 19.00

05/07 – 1ª sessão em e-learning de 2h (Assíncrona)

10/07 – 2ª sessão em e-learning de 2h (Síncrona)

13/07 -  sessão presencial intermédia de 6h: 13.30 – 19h30

16/07 – 3ª sessão em e-learning de 2h (Assíncrona)

19/07 – 4ª sessão em e-learning de 2h (Síncrona)

23/07 – 5ª sessão em e-learning de 1h (Síncrona)

25/07 -  sessão presencial final de 5h: 14.00 – 19h00

Razões justificativas da ação e a sua inserção no plano de atividades da entidade proponente

Nunca, como hoje em dia, existiram tantos meios para a promoção da “info-inclusão”, mesmo nos locais mais “distantes”. É precisamente para ultrapassar limitações físicas, espaciais e temporais que as Tecnologias da Informação e da Comunicação são fundamentais e com elas as ferramentas digitais. Elas constituem-se como um precioso auxiliar para se atingir a Sociedade do Conhecimento. Este conhecimento permite às sociedades desenvolverem-se de forma mais harmoniosa e justa, garantindo os direitos das pessoas ao dar a possibilidade aos jovens de enfrentarem, da melhor forma, o mundo do mercado de trabalho.

Objetivos a atingir

  • Tomar consciência do grande número de ferramentas e recursos digitais gratuitos disponíveis online passiveis de serem utilizados no processo de ensino e aprendizagem da língua inglesa;
  • Conhecer novas ferramentas digitais de ensino e aprendizagem para utilizar dentro e fora da sala de aula de inglês;
  • (Re)conhecer as potencialidades de algumas destas para a aprendizagem da língua inglesa.
  • Estabelecer pontes entre tecnologia e didática.
  • Aprender a utilizar algumas destas ferramentas.
  • Adaptar a sua utilização às necessidades da sala de aula/dos seus alunos.
  • Promover as competências do Século XXI, nomeadamente a nível do trabalho colaborativo e da partilha de saberes e de recursos entre os formandos.

Conteúdos da ação

1.Ferramentas digitais para o trabalho individual do professor

  • a.Organização/preparação pessoal
  • b.Arquivo/partilha
  • c.Questionários e testes

2.Ferramentas digitais para o trabalho do professor com os alunos

  • a.Fichas de trabalho/exercícios interativos
  • b.Livros digitais

1ª Sessão presencial- Inicial Apresentação do ambiente on-line de suporte ao trabalho;

•Apresentação das atividades, da metodologia a adotar e respetiva planificação;

•Início da abordagem aos conteúdos / temas identificados no ponto 1 dos conteúdos

•Exemplos práticos;

•Exploração das ferramentas e produção do primeiro material.

2ª Sessão presencial – Intermédia –Continuação da abordagem aos conteúdos / temas identificados no ponto 2 dos conteúdos;

•Exemplos práticos;

•Exploração das ferramentas e produção de material;

3ª Sessão presencial – Final - Apresentação e partilha dos materiais produzidos;

•Análise/discussão/reflexão, em que se avaliarão experiências e resultados obtidos;

•Avaliação da ação de formação.

2.Sessões em b-learning

•Nas sessões on-line os formandos irão:

•Abordar/explorar conteúdos específicos.

•Participar em fórum sobre experiências e práticas relativas à utilização didática de ferramentas digitais no ensino e aprendizagem da Língua Inglesa;

•Colocar questões/tirar dúvidas;

•Partilhar recursos.

Metodologias de realização da ação

A ação terá 25 horas,e decorrerá ao longo de quatro semanas.

O curso será ministrado em regime de b-learning, integrando a realização de sessões presenciais e de sessões em e-learning. Será utilizada uma plataforma de aprendizagem a distância que servirá de base a todo o curso, nomeadamente da parte realizada em e-learning a qual incluirá interações assíncronas e síncronas.

Cada bloco discriminado acima está dividido numa secção teórica, em que se apresentam e discutem o âmbito, limites, vantagens de cada uma das ferramentas e serviços para a aprendizagem da língua inglesa, e numa secção prática, em que os formandos experimentam essas mesmas ferramentas e serviços.

Para efeitos da secção teórica, disponibilizar-se-ão na plataforma materiais de apresentação e reflexão em diferentes formatos, que servirão como tutoriais de utilização prática de ferramentas e serviços, bem como para despoletar a discussão.

Na secção prática, haverá lugar a interação assíncrona, através de fóruns de discussão, e também síncrona, com a utilização de ferramentas de mensagem instantânea, chat ou áudio.

Regime de avaliação dos formandos

•Participação nas sessões e cumprimento das tarefas;

•Apresentação de um relatório que dê conta do percurso de aprendizagem, do cumprimento das tarefas obrigatórias indicadas ao longo da formação, das ferramentas e serviços com que os formandos foram contactando e que foram usando.

•Os formandos serão avaliados quantitativamente na escala de 1 a 10 valores (carta circular CCPFC-3/2007 - Set.): insuficiente - de 1 a 4,9 val.; regular - de 5 a 6,4val.; bom - de 6,5 a 7,9val.; muito bom - de 8 a 8,9val.; excelente - de 9 a 10 valores

 

Formação a Distância

Demonstração das vantagens para os/as formandos/as no recurso ao regime de formação a distância

Este é um Centro de formação que abrange 3 concelhos, e que tem os seus agrupamentos bastantes dispersos geograficamente daí que os formandos tenham todas as vantagens em ter sessões online. Por outro lado, só experienciando poderão aprender para motivar os seus alunos

Distribuição de horas 16    Nº de horas online síncrono 5    Nº de horas online assíncrono 4

Demonstração da existência de uma equipa técnico-pedagógica que assegure o manuseamento das ferramentas e procedimentos do formação a distância

Para O CFAEPPP possui assessorias nas áreas técnico pedagógica e informática. Para além disso a formadora é especializada nas novas tecnologias da informação.

Demonstração da implementação de um Sistema de Gestão da Aprendizagem / Learning Management System adequado

Utilização da plataforma moodle com a criação de uma disciplina

Demonstração da avaliação presencial (permitida a avaliação em videoconferência)

A avaliação será realizada na última sessão presencial

Demonstração da distribuição da carga horária pelas diversas tarefas

1ª Sessão - Inicial – 5h

Apresentação do ambiente on-line de suporte ao trabalho;

•Apresentação das atividades, da metodologia a adoptar e respectiva planificação;

•Início da abordagem aos conteúdos / temas identificados no ponto 1 dos conteúdos

•Exemplos práticos;

•Exploração das ferramentas e produção do primeiro material.

2ª Sessão – Intermédia – 6h

Continuação da abordagem aos conteúdos / temas identificados no ponto 2 dos conteúdos;

•Exemplos práticos;

•Exploração das ferramentas e produção de material;

3ª Sessão – Final - 5h

Apresentação e partilha dos materiais produzidos;

•Análise/discussão/reflexão, em que se avaliarão experiências e resultados obtidos;

•Avaliação da ação de formação.

2.Sessões em e-learning (em número de 5, 4 x 2h e 1x1h)

•Da 1ª à 5ª sessão on-line os formandos irão:

•Abordar/explorar conteúdos específicos.

•Participar em fórum sobre experiências e práticas relativas à utilização didática de ferramentas digitais no ensino e aprendizagem da Língua Inglesa;

•Colocar questões/tirar dúvidas;

•Partilhar recursos;

Inscrição:                             Na plataforma do CFAEPPP (inscrição na turma) – http://cfaeppp.ulu.pt/CentroFormacao/

                                               20 vagas ( 15 para o Agrupamento de Escolas proponente + 5 Escolas Associadas)

Critérios de Seleção:          1º Ser professor de um agrupamento/escola associado(a) ao CFAEPPP

2º Ordem de Inscrição

Prazo de Inscrição:            De 11 a 29 junho

Formação em Suporte Básico de Vida_Secundária de Penafiel
Curso de formação
Candidaturas Encerradas

Destinatários: Assistentes Técnicos e Operacionais
Modalidade: Jornada – DGAE/01-44/17
Local: Escola Secundária de Penafiel
Data: 11 de junho

Duração: 6 horas

Formador: Gil Henrique Gonçalves Afonso

Objetivos:

Diagnosticar a situação de paragem cardio-respiratória, paragem respiratória, de vítima inconsciente e saber como atuar e pedir ajuda;
Identificar a obstrução de via aérea por corpo estranho e atuar em conformidade.
Realizar manobras de desobstrução da via aérea, compressão cardíaca externa e a posição lateral de segurança.
Conteúdos previstos:
Introdução ao tema “Suporte básico de vida: adulto” (30 minutos);
Conceitos fundamentais (30 minutos);
Cadeia de sobrevivência (1 hora):
Condições de segurança para reanimador
Número europeu de emergência médica
Suporte Básico de Vida: adulto
RCP com 1 ou 2 socorristas (adulto)
Posição lateral de segurança (1 hora)
Desobstrução da Via Aérea (1hora)
Pancadas Interescapulares/Manobra de Heimlich (1 hora)

 

Ações a Decorrer

PD16_Para o desenvolvimento de uma escola inclusiva_AE de Eiriz
Curso de formação
A Decorrer

Modalidade:                       Curso – 25 horas

Acreditação:                      CCPFC/ACC-91514/17

Destinatários:                  Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico, Secundário e de  Educação Especial

Local de Realização:     Agrupamento de Escolas de Eiriz

Cronograma

julho             

- 09/07/2018:                  14H30/17H30;

- 11/07/2018:                  14H30/17H30;

- 12/07/2018:                  14H30/17H30;

- 16/07/2018:                  14H30/17H30;

- 23/07/2018:                  09H00/12H30 - 13H30/16H30;

 - 25/07/2018:                 09H00/12H30 - 13H30/16H30

Formadora: Vanessa Pereira

Razões justificativas da ação e a sua inserção no plano de actividades da entidade proponente

Este curso decorre da alteração legislativa, desencadeada no presente ano, e que procura dar corpo à noção de “Escola inclusiva de 2ª geração”.

O desafio que se coloca às escolas é responder aos alunos com necessidades educativas específicas, o que no âmbito de uma escola inclusiva, exige que sejam encontradas respostas para que cada um aprenda independentemente da sua situação pessoal e social, assegurando a todos a aquisição de um nível de competências que permita a plena integração social. Neste sentido, os conteúdos desta formação foram delineados tendo em conta:

•Existência de um novo enquadramento legal para a educação inclusiva;

•Recomendação n.º 1/2014, de 23 de junho emitida pelo CNE, no que se refere à realização de ações de formação contínua dirigida a docentes em geral e de educação especial em particular, que visem o desenvolvimento de estratégias e instrumentos de promoção das aprendizagens junto dos alunos com necessidades educativas especiais

Necessidade de atualização e aprofundamento de conhecimentos por parte dos docentes na área da educação inclusiva.

Objetivos a atingir

•Capacitar docentes para a formação e sua replicação sobre a implementação do novo enquadramento legal da educação inclusiva.

Conteúdos da ação

1.Enquadramento concetual da educação inclusiva (2h)

2.Os Direitos - famílias e crianças (2h)

3.Desenho universal para a aprendizagem (3h)

4.O trabalho em equipa multidisciplinar (2h)

5.Enquadramento legal da educação inclusiva (16h)

Conceitos, princípios-chave e definições operacionais

Recursos específicos de apoio à aprendizagem e à inclusão

Medidas de suporte à aprendizagem e à inclusão

Determinação da necessidade de suportes à aprendizagem e à inclusão

Avaliação de competências e conhecimentos, progressão e certificação

Metodologias de realização da ação

•Apresentação do enquadramento legal da educação inclusiva;

•Análise e discussão de conceitos;

•Análise de documentos legislativos e enquadradores da intervenção;

•Reflexão sobre conceitos e práticas.

Regime de avaliação dos formandos

Avaliação com base na:

•Participação nas sessões – dinâmica e qualidade das intervenções.

•Apresentação de um trabalho elaborado individualmente

Serão utilizados os parâmetros de avaliação estabelecidos (tabela de 1 a 10 valores) e respeitados todos os dispositivos legais da avaliação contínua, conforme indicado no Despacho n.º 4595/2015 de 6 de maio.

Forma de avaliação da ação

Questionário de avaliação preenchido pelos formandos e formadores

Relatório dos formadores